Dicas de Viagem

24.07.2013

Coco Marie: um cantinho escondido em Buenos Aires

Uma das melhores partes de uma viagem é descobrir coisas novas. Lugares diferentes, sabores variados, aromas surpreendentes…tudo isso faz a experiência da viagem valer ainda mais a pena. E esse lugarzinho escondido no bairro de Palermo Soho, em Buenos Aires, reúne tudo isso.

SONY DSC

SONY DSC

O café Coco Marie é de uma delicadeza surpreendente. Tudo pensado com muito carinho, desde a decoração ao cardápio. Sim, o cardápio, ou a carta como os hermanos chamam, é em formato de uma carta de verdade. Fofo!

SONY DSC

O clima de romantismo impera no café. Aquele tipo de lugar que você entra e se sente amado, sabe? Em cada mesa tem um arranj0 de flores e um coração.

10 Coco-Marie-Palermo-Soho-Buenos-Aires

Por trás da entrada estreita tem um corredor verde, cheio de coisinhas fofas. Lá atrás você encontra o café, com as mesas dispostas de uma maneira quase que informal, para deixar você bem à vontade. A decor mistura de forma super harmônica a madeira das mesas e o ferro das cadeiras na área externa.

SONY DSC

12 Coco-Marie-Palermo-Soho-Buenos-Aires

Do menu, as especialidade da casa são o carrot cake e os bagels. Os sucos são outro diferencial. Esse da foto é de arandanos, frutas vermelhas, framboesa e morango.

11 Coco-Marie-Palermo-Soho-Buenos-Aires

Se você for para Buenos Aires, não deixe de visitar o lugar. E vá com calma, pois o Coco Marie merece um tempinho para ser apreciado.

Se quiser ver mais, o café tem fan page: facebook.com/pasajecocomarie

Coco Marie
Malabia 1764, Palermo Soho
Buenos Aires – Argentina
Fone: (11) 4832-3449

A dica e as fotos são dos Destemperados.

Post escrito por:
Equipe Casamenteiras

8 amaram
05.06.2012

Restaurantes em St. Barth

Quem me acompanha no Instagram sabe que depois de NY estive em Saint Barths,  pequena ilha francesa localizada no Caribe. Eu amei! O lugar é incrível, super bem frequentado e com opções de hotéis e restaurantes maravilhosos. Passávamos o dia na praia do hotel só relaxando (o mar é transparente e quentinho) e à noite saíamos para jantar. Achei St. Barth perfeito para ir com amigos, casal ou mesmo toda família.

Ah… só mais um detalhe… até pisar em St Barth eu fiquei meio tensa… kkk… pois o acesso à ilha é difícil… para quem não sabe, a pista do aeroporto é curtíssima e só comporta aqueles aviões mini, estilo teco-tecos. Ahhhh!!!!!!

Tá… e agora seguem minhas dicas dos lugares que eu fui!

- Bagatelle: é um restaurante super animado que vira balada. Alto astral, fica na beira do porto com mesas na parte de dentro e na parte de fora. A comida estava boa, mas o dia que eu fui o foco era a bebida… kkkk… a música estava maravilhosa e a galera muito animada.

O lugar literalmente pega fogo!! Minha cunhada fez uma descrição ótima no blog dela – Viajando com a Dica – confere:

“Os garçons são super divertidos e aos poucos a luz vai diminuindo… e o som aumentando…

O concurso entre as mesas de quem pede mais e a melhor bebida deixa um clima “caliente” pois todos entram na festa…

E quando se dá por conta está todo mundo dançando, e a curtição é bacanérrima, completamente alto astral!!!

Cada bebida especial$$$$$ que se pede vem alguns garçons com fogo e toca uma música especial…

Lugar bacana, divertido alto astral, gente bonita, tudo de bom!!!”

Rue Samuel Fahlberg Gustavia Harbor – St. Barth

French West Indies

(590) 590 27 51 51

- Bonito: realmente o lugar é muito bonito. Fiquei encantada com a decoração do ambiente – tudo em azul e branco, com muitas velas e porta retratos. A impressão é que você está na casa de um amigo. Não achei a comida incrível, mas vale o programa. Para quem gosta de ceviches, lá vai encontrar um Bar de Ceviches – tudo com muito charme e bom gosto. Sentamos numa mesa tipo na varanda, com vista para o Porto de Gustavia, visual  lindo!

O Bonito fica: 4 rue Lubin Brin - Gustavia, Saint Barthélemy 97133

 

- L’Isola: italiano incrível. Comida divina, ambiente tranquilo. Vale a pena!

- Le Ti St Barth: conhecido por ser alto astral… porém achei meio brega… lembrou muito o Villa Romana de St Tropez. Um estilo meio palhaçadinha, todo mundo fantasiado, entregam chapéus para todo mundo. Levemente vulgar. Comida não é o forte, lá é o agito que vale.

E se quiser mais dicas confere os blogs Tem a ver comigo e Viajando com a Dica

Fotos: divulgação e Casamenteiras

 

Post escrito por:
Karen Melzer

6 amaram
16.04.2012

Dicas de Québec City {dicas de viagem}

Para finalizar os posts sobre o Canadá, queria muito mostrar pra vocês e dar algumas dicas do lugar que mais gostei de conhecer:  a romântica Québec - nosso última cidade de destino da viagem. A cidade é linda, com uma forte influência francesa. É também super pequena e fácil de conhecer, pois tem apenas 55 km2. Na parte antiga, onde a cidade é cercada por muros, escondem-se ruelas cheias de charme e surpresas! Foi a cidade do Canadá que achei mais linda! A vista do Rio São Lourenço, cheio de gelo, o Château Frontenac, a Basse Ville, tudo é um encanto!

Durante o inverno a cidade fica toda branquinha, pois neva muito em Québec. Já no verão, fica tudo super colorido e florido, cheio de gente caminhando pelas ruas, nos cafés, restaurantes e lojinhas. Mas digo pra vocês, que apesar do frio, muita gente caminhava sem medo pelas ruas da cidade antiga! Olhem só as fotos!

{Rio São Lourenço cheio de gelo! Incrível!}

{A Basse Vile – “Cidade Baixa”e  Château Frontenac ao fundo lá em cima}

{Happy hour no Le St-Laurent Bar & Lounge}

{O imponente Château Frontenac}

É possível conhecer grande parte das atrações a pé mesmo! A cidade é dividida basicamente em 3 partes:  Basse-Vile (Cidade Baixa), que é a parte antiga e fica nas margens do Rio São Lourenço. Já a cidade murada, fica acima do penhasco de Cap Diamant, e é conhecida como Haute-Ville (Cidade Alta). É lá que ficam as catedrais católicas e protestantes e ainda o Château Frontenac. A foto acima foi tirada no terraço Dufferin em frente ao Château Frontenac. Como vocês podem ver, é uma passarela, tipo um calçadão cheio de quiosques com uma vista incrível do Rio São Lourenço, Laurentian Mountains e da Ile d’Orleans. Lá atrás, ao fundo da foto, está instalado um escorregador de gelo, chamado Les Glissades de la Terrasse (“Caminho de Gelo do Terraço”), que funciona durante o inverno.

Tanto na Cidade Baixa como na Cidade Alta existem várias lojinhas, restaurantes e cafés.

A terceira parte da cidade é a Grande Allée, que fica do lado de fora das muralhas. É lá que está o Hôtel do Parlament, sede do legislativo da província.

{Shopping Center super charmoso que fica na  2452 Boulevard Laurier}

{Lojinha fofa de coisas para casa}

{E a Belinha sempre nos acompanhando nos passeios! Baita parceira de viagem! hihihi}

{Jantar maravilhoso de despedida no restaurante 1640, o mais antigo da América do Norte!}

Ai, ai, já estou com saudades desta viagem!! Se vocês quiserem ver mais posts sobre o Canadá, é só clicar aqui e ver tudo que publiquei sobre minhas férias.

Beijos e até o próximo destino! ;)

Kaká

Post escrito por:
Karen Melzer

3 amaram
25.03.2012

Férias no inverno canadense {parte 2}

Minhas férias no Canadá foram bem descompromissadas, sem agenda fixa nem preocupação de conhecer todos os pontos turísticos. Eu e meu marido estávamos mais a fim de relaxar, curtir o que pudéssemos e fazer o que nos desse na cabeça, sem pressão, sabe? rsrs Ainda mais que estávamos com a nossa cachorrinha Belinha, então não eram todos os locais que podíamos ir com ela (mesmo  que o Canadá seja bem pet friendly). Para quem vai visitar o país pela primeira vez,  talvez o inverno não seja a  melhor época para fazer turismo, mas como nós amamos neve e frio e nossas férias eram nesta ocasião, acabamos indo mesmo assim!

De Toronto (clica aqui e aqui para ver os posts), partimos para Montreal, com uma parada de uma noite em Ottawa, já que era no caminho, e a viagem de carro não ficaria tão cansativa.

Ottawa, a capital política do Canadá, é linda, com uma arquitetura maravilhosa que mescla prédios históricos com modernos.  Estava tudo incrivelmente branquinho de neve, olhem que imagens impressionantes do Parlamento e do Hotel Fairmont Château Laurier, onde nos hospedamos.  O hotel fica no coração da cidade, bem ao lado do Parlamento. Tem até uma lenda de que este hotel seja mal assombrado!!! Gente, vou confessar pra vocês que o hotel é um luxo, super bonito e imponente, num estilo de château francês, mas que tem um clima meio assustador, isso tem!!! hehehe

A piscina do hotel

A foto acima é no restaurante Wilfrids’s, que fica no Château Laurier. O restaurante é super concorrido no horário do almoço, pois além da culinária ser requintada, a vista para o Parliament Hill é incrível!

Jantamos no Zoé’s Lounge, que é um piano bar super bacana, com um happy hour bem badalado e serve o melhor fondue de Ottawa! A iluminação com velas e o piano ao fundo deixa o ambiente super romântico. Amamos!

Crème Brülée divino!

Saímos de Ottawa rumo a Montreal (a segunda maior cidade do Canadá), onde pegamos dias de chuva e muita neve, o que limitou um pouco os passeios ao ar livre. O bacana é que Montreal está preparada para o longo e rigoroso inverno canadense com a sua incrível cidade subterrânea para pedestres, onde é possível fazer de tudo! São shoppings, lojas, praças de alimentação,  cafés, restaurantes e complexos de edifícios interligados por baixo da terra!  É muito legal, pois você pode andar por quarteirões sem precisar sair na rua, correndo o risco de passar frio ou pegar chuva e neve. Do hotel em que ficamos, conseguíamos fazer tudo por intermédio da Underground City. Sensacional!

 O hotel  Fairmont Queen Elizabeth, ligado à cidade subterrânea, também fica acima da estação de trem (Via Rail & Amtrak) e pertinho das mais importantes atrações turísticas da cidade.

Underground City

Café da manhã na Urderground City - Estação de Trem

Rue Crescent é muito fofa, com seus edifícios baixinhos lindos no estilo vitoriano (fotos acima). Fica pertinho das ruas Sant Catherine,  Sherbrooke e Boulevard René-Lévesque, uma região cheia de boutiques de luxo e galerias de arte, cafés, bares e restaurantes. Olhem que bacana a  Nespresso Boutique da Rue Crescent na foto acima!

Acima a Montreal Tower, a maior torre inclinada do mundo, que  avança sobre o estádio olímpico.

Estádio do Olympic Park

Aproveitamos as noites de frio para assistir aos jogos de Hockey no bar Les Voyageurs, que ficava no hotel. No cardápio, cheeseburger com poutine, fastfood típico da Província de Québec.

Outro programinha que amamos foi sair para jantar com um casal de amigos nossos super queridos que mora em Montreal, Tanylle  e Rafael. Eles  nos apresentaram uma steakhouse deliciosa, num estilo Outback, só que melhor! Chama-se The Keg e tem em várias cidades do Canadá! Esta, ficava bem na frente do hotel (5, Place Ville Marie) e fomos pela cidade subterrânea, sem nem colocar o nariz pra fora no frio! Legal, né??

De entrada, peça Calamari! As lulas são  levemente fritas com pimentas vermelhas, jalapenos e um molho picante e adocicado de gengibre e alho, uma delícia! O meu prato principal foi  Teriyaki Sirloin, que está me dando água na boca só de lembrar!! Yummy!!

Meninas, como tem muita coisa pra contar, tive que dividir o conteúdo em mais de um post, tá? Em breve {Férias no inverno canadense – parte 3}, com dicas de Mont Tremblant e Québec City! Não percam!

E confiram {Férias no inverno canadense – parte 1}, com dicas de Toronto, aqui e aqui!

Post escrito por:
Karen Melzer

5 amaram
Voltar para o topo
Publicidade
Juliana Moscofian